O Meu Tumor Desapareceu em Apenas Dois Meses
por sra. Sueli de Morais,



Incidentes que só podem ser chamados
de milagres estão se espalhando pelo
mundo. Esta é a história de um milagre
ocorrido há dois anos no Brasil, onde o Mestre Okawa
esteve recentemente numa série de palestras e declarou que
novos milagres virão.

Doença Repentina e Possibilidade de Cirurgia
“Você está com um tumor no ovário esquerdo. Ele já passou os primeiros estágios.”

Em novembro de 2008, o médico me informou que eu tinha um cisto, i. e., um acúmulo de fluido que se formara no ovário. Precisei fazer exames no hospital, pois já não suportava a dor no baixo-ventre que me atormentava havia dois meses.

O tumor já tinha mais de três centímetros, de modo que naquele mesmo dia eu comecei a fazer tratamento médico de urgência. No entanto, a dor não passava e, cinco meses depois, quando refiz os exames, o resultado foi pior ainda.

“A medicação não está fazendo efeito. O tumor aumentou 1,5 vez, e os sintomas estão piorando. É provável que tenhamos de operá-la.” Eu me recusei a acreditar no que acabava de ouvir. Não queria ser operada de jeito nenhum!

Anter iormente, já tinha passado por quatro cirurgias abdominais e sabia muito bem como eram dolorosas. Além disso, não queria ficar separada dos meus três filhos. Isso me levou a rejeitar a ideia de uma nova operação.

“Liberte o Seu Passado.”
Perplexa, eu visitei o templo local da Happy Science, em Sorocaba, para conversar com o missionário local. “Quero que você veja uma coisa”, disse ele ao saber do meu dilema. E me mostrou o sermão Saúde e Felicidade, que o Senhor fizera no Japão em 2008.

Eu o escutei com grande interesse porque, até então, não conhecia nenhum ensinamento referente à doença. A passagem Há uma importante correlação entre a enfermidade da pessoa e o estado do seu coração e seu modo de pensar impressionou-me muito. Quando eu terminei de assistir ao sermão, o missionário me disse: “Sueli, talvez haja alguma coisa que você não consegue perdoar ou na qual não para de pensar. Por favor, examine a sua alma e liberte o seu passado.”

Seguindo esse conselho, decidi curar a minha doença não com uma cirurgia, e sim mudando o meu coração e fortalecendo a min ha fé. Sim, certamente a minha resistência a me submeter à operação também estava presente, mas, acima de tudo, eu queria acreditar no poder da fé.

Passei a ler diariamente o sutra sagrada “Darma do Correto Coração” na tentativa de descobrir que sentimento estava me prejudicando e, à noite, reservava tempo para a autorreflexão a fim de rever a minha vida desde a mais remota infância.

Depois de algum tempo, comecei a me dar conta de que eu continuava magoada com o meu primeiro casamento, term inado dez anos antes. Apesar de todo esse tempo, a ferida continuava aberta.

Extinguir a Raiva e a Frustração
Quando nós nos casamos, o meu ex-marido já bebia muito. Geralmente, era um homem calmo e bom, mas, quando se embriagava, enfurecia-se de tal modo que parecia outra pessoa totalmente diferente. Certa vez, agarrou-me o pescoço com tanta força que me machucou e me fez perder os sentidos. Às vezes, a sua violência se voltava contra as crianças, e eu, desesperada, usava o meu corpo como escudo para protegê-las.

Preocupados comigo, os amigos e vizinhos aconselharam-me o divórcio. Para mim, foi difícil dar esse passo porque não perdia a esperança de que ele se curasse um dia. Também estava às voltas com o sentimento de culpa. Sentia que recorrer ao divórcio era trair um homem muito delicado e bom. Mas, depois de uma luta prolongada e difícil, nós acabamos divorciados em 1999.

Embora eu pensasse que o divórcio tivesse dado fim àquela etapa da minha vida, a verdade é que continuei presa ao rancor por ter sofrido violência e também presa ao sentimento de culpa por tê-lo abandonado. Mas o ressentimento com o meu ex-marido começou a se dissolver lentamente à medida que eu persistia na autorreflexão baseada no conhecimento que adquirira através dos ensinamentos da Happy Science. Aconteceram coisas horríveis, mas ele também tinha qualidades que mostravam que era filho de Deus. Não era maldoso, apenas fraco e queria fugir das dificuldades. O meu coração se iluminou muito quando eu consegui entender os sentimentos dele. A raiva persistente e a culpa com relação ao passado diminuíram. Ao mesmo tempo, fiquei motivada e pensava: “Quero conhecer melhor a Verdade que me deu liberdade no coração. Até agora, a minha alma se sentia vazia. Daqui por diante, quero aprofundar ainda mais a minha fé.”

O meu mal-estar com a operação desapareceu, o meu coração se acalmou e eu me senti em paz.

O Tumor: Desaparecido
Dois meses depois da minha conversa com o missionário local, passei por um novo exame. Avisaram-me que, dependendo do resultado, era possível que eu tivesse de ser operada imediatamente. Mas o resultado deixou o médico assombrado.

“O exame deu negativo. Não encontraram nada. Tudo está perfeitamente normal.” O tumor que, sem dúvida, estava presente dois meses antes tinha desaparecido por completo. Eu não fizera nenhum tratamento médico nesse período; apenas havia fortalecido a minha fé e prosseguira com o meu treinamento espiritual.

Com toda certeza, o que me salvou foi o poder da fé. Através desse milagre, eu vivenciei a grandeza da fé em El Cantare. Tendo recebido esse milagre do Senhor e recuperado a saúde, agora estou no palco de uma vida nova. A minha missão é anunciar aos outros esses ensinamentos impressionantes, profundos e salvadores da vida. A única coisa que eu quero é compartilhar esta alegria com o maior número de pessoas possível.

por sra. Sueli

O Caminho para a Saúde Perfeita
“Se você não quiser adoecer, tenha gratidão para com os outros. Se estiver
doente, por favor, esforce-se para mostrar apreço aos seus familiares, aos
médicos e enfermeiros que o cercam.”

[excerto de Curando a Si Mesmo do Mestre Ryuho Okawa]

Histórias de
Experiência de Vida
Revista 193:
“Como Eu Venci o Câncer de Mama”
Revista 193:
Perder Tudo me Levou a Ganhar a Maior Felicidade
Revista 192:
Um a Segunda Chance na Vida Através da Fé
Revista 191:
Da Pura Fé a uma
Vida de Prosperidade
Revista 190:
O Meu Tumor Desapareceu em Apenas Dois Meses
Revista 189:
Três relatos de participantes do retiro: “Os Oito Corretos Caminhos”
Revista 188:
Refletindo Sobre
a Infância

Experiência de Ursula Forster
Revista 187:
Despertando
para a Luz Interior

Experiência de Yuko von Rothkirch
Revista 186:
Acreditar que Seu Caráter Brilhará
Experiência de Miyako Tsuchimine
Revista 185:
Um Acidente Levou-me à Gratidão
Experiência de Kikue Shimokawa
Revista 184:
Minha Luta Contra a Diabetes
Experiência de Alex Paz
Revista 183:
Descobrindo o Verdadeiro Eu
Experiência de Melody Powell
Revista 182:
A Coragem de Viver Criativamente
Experiência de Kayo Hayashi
Revista 181:
Lidando com meu filho rebelde
Experiência de Kayo Hayashi
Revista 180:
Trazendo mudança ao escritório
Experiência de Tomoko Saeki
Revista 179:
À beira do divórcio e de volta
Experiência de Shoko Hasegawa
Revista 178:
A vida é um caderno de exercícios
Experiência de Kaoru Komatsu
Revista 177:
Despertando para o amor que me foi dado
Experiência de Etsuko Maruyama
Revista 176:
Um novo modo de crescer
Experiência de Shigeharu Shimamura
Revista 175:
A adversidade é a maior oportunidade
Experiência de Kaoru Inoue
Revista 174:
Superando o meu ego com a Verdade
Experiência de Steve Bortignon
Revista 173:
Voltarei a vê-lo no céu
Experiência de Yasuyo Sugimoto
Revista 172:
Do fracasso ao successo
Experiência de Robert Lutuwama
   
Templo Happy Science
Rua Domingos de Morais, 1154 - Vila Mariana - SP
Tel: (11) 5088-3800
© Copyright 2009 ~ 2017
54 usuários online