Revista Ciência da Felicidade - Março de 1997
Tema em Foco - Pelo Mestre Ryuho Okawa
 
O Prelúdio da Nova Era

Revista publicada pela Ciência da
Felicidade em março de 1997
1. O pressentimento da Nova Era

Nos últimos meses, temos realizado muitos eventos e publicado muito livros. Diariamente, venho pensando em como consolidar as Leis, já bastante disseminadas, e em como torna-las compreensíveis a todos.

Ao longo deste trabalho, por outro lado, tenho tido a consciência de não esquecer jamais o "pressentimento desta Nova Era".

O objetivo do nosso trabalho atual é provocar um grande vendaval rumo à Nova Era; chamar a Nova Era. Assim sendo, as Leis por nós pregadas devem conter o pressentimento desta Nova Era.

Ao meditar silenciosamente, tenho três pressentimentos.

1º - Pressentimento

Trata-se do pressentimento de que os valores considerados sólidos na era presente desmoronarão tal qual um deslizamento de terra. Será uma transformação que nos proporcionará uma grande conscientização, uma grande convicção.

É o pressentimento de que certas coisas que até então eram desmerecidas ou ocultas poderão ressurgir com muita força.

Este fenômeno possui a força da súbita aparição de uma gigantesca baleia que se escondia no fundo do mar. Um gigante está para surgir no novo mundo; um gigantesco valor obscurecido e oculto mostrará a sua face na superfície do mar. Este pressentimento aumenta a cada dia.

2º Pressentimento

Está por vir a era da aproximação de Deus. É também um sentimento que vem crescendo dia a dia. Seus passos podem ser sentidos pelo coração, mesmo que os olhos e ouvidos estejam fechados. Deus está emitindo a Sua voz. Está agora mostrando a sua imagem. Todos poderão enxergar Deus incentivando a humanidade em voz alta, aos gritos.

Vivemos uma inédita era em termos de sentir a presença de Deus. Aproxima-se a era em que Deus mostra a Sua imagem e aparece diante do povo, semelhante àquelas que conhecemos através da mitologia, Bíblia e Sutras. Este pressentimento bate forte no meu peito.

3º Pressentimento

O terceiro pressentimento é o de que o espaço cósmico nos será bastante familiar. Sinto que os mistérios do Macrocosmo serão conhecidos e este se tornará mais familiar, compreensível e próximo.

São pressentimentos maravilhosos. Tais sentimentos passam pelo meu coração e sinto que estamos avançando todos os dias nesta direção. Creio que estes pressentimentos em relação à Nova Era sejam comuns a muitos que me acompanham nesta trajetória.

Certamente não sou o único a sentir a turbulência premonitória das reversões de valores, da aproximação de Deus e do Macrocosmo.

2. O Outono da Humanidade

O outono está se aproximando. Não se trata apenas do outono da estação anual, mas também da humanidade. Será uma estação de grandes safras e. ao mesmo tempo, de grande decadência. Assistiremos à gradativa queda de potências mundiais.

Assim, forças antes desprezadas se tornarão cada vez mais poderosas. O metabolismo não é uma exclusividade do corpo humano, mas ocorre também no universo das nações. Ao longo das mudanças de uma era, também no âmbito das nações o metabolismo está agindo continuamente.

Com a aproximação do outono da humanidade temos de pensar em duas coisas. Primeiramente, temos de colher os frutos já crescidos e amadurecidos. Ou seja, não podemos nos esquecer da colheita. Em outras palavras, temos de colher a transmitir como legado às gerações vindouras, tudo que criamos e construímos na atual civilização.

Em segundo lugar, temos de nos preparar para o inverno da decadência que está por vir. A humanidade terá de conviver com um longo inverno. Serão dias, meses e anos de provações da humanidade, obviamente não estou apontando apenas um ou outro país. Elas afetarão a todos nós. Em breve, teremos de enfrentar a era de sofrimentos, em meio ao caos e às catástrofes de âmbito mundial. Quando isso acontecer, conseguiremos manter a serenidade? Conseguiremos manter o coração inabalável? Conseguiremos viver fiéis ao coração de Buda? Existe um ensinamento que diz: "Tenha a consciência da abastança". O ser humano possui a tendência de supervalorizar suas próprias qualidades e, insatisfeito com a situação atual, acredita que exista um modo de viver melhor e que deva receber mais atenção. Deseja ter uma renda maior, tornar-se mais poderoso e influente e ser mais valorizado. Estes sentimentos estão arraigados no homem.

No entanto, vocês já pararam para pensar qual a importância que terão tais sentimentos quando o palco ruir?

As mulheres que reclamam do marido e os homens que reclamam da esposa, com certeza, fazem-no em função de problemas insignificantes. Considerando as provações que estão por vir, vocês não deveriam perder o controle por coisas tão pequenas.

Vocês vivem reclamando da renda, das condições de vida, do trabalho desinteressante, do cargo que poderia ser mais elevado e de outros mais. Em breve, vocês nem se lembrarão de tais problemas. A humanidade está para se deparar com uma grande provação. Os que se preocupam com problemas insignificantes como aqueles, não conseguirão superar o inverno que virá.

Quando chegar a hora, nem mesmo nós da Ciência da Felicidade sairemos ilesos. Temos de pensar na maneira de sobreviver e vencer as dificuldades. O importante é nos preparamos desde já para o inverno, acumulando nossas forças.

Devemos assim, primeiramente, nos defender contra o frio e garantir o alimento. Em outras palavras, defender-se contra o frio significa adquirir resistência contra sofrimentos, dificuldades e desgraças. Garantir o alimento significa construir o alicerce da verdade, consolidar a Verdade Búdica para que possamos preservar as leis em quaisquer circunstâncias. Esta é a postura fundamental diante do outono da humanidade.

3. Uma Nova Iluminação

Afinal, qual é o tema atribuído a nós, viventes da era de transição? Creio que seja a "Nova Iluminação". Temo de adquirir a Nova Iluminação. Vocês que estão em busca da Verdade não podem se acomodar com os ensinamentos de mais de dois milênios, sejam do budismo ou do cristianismo. Não basta resgatar os velhos ensinamentos.

Obtenham uma Nova Iluminação. Desbravem o caminho para uma Nova Iluminação. Descubram o que é a Nova Iluminação. Se não o fizerem, não terá sentido viver a era atual, pois não saberão o significado de estarmos vivendo o memento presente.

Assim, o que seria então a "Nova Iluminação"? Obviamente, a era presente também será um dia o passado de dois ou mais milênios. Vamos rever a era presente como se todo esse tempo já tivesse decorrido. Que Iluminação diríamos ter conseguido? Não podemos considerar o mero resgate do Budismo como uma iluminação. Precisamos de um novo ensinamento, uma nova filosofia. Na Nova Iluminação, é imprescindível que haja um princípio de ação.

Iniciei o movimento da Ciência da Felicidade em 1986. Desde então, venho pregando à cada um de vocês, a importância do estudo da Verdade. Entretanto, sinto que estamos vivendo, neste momento, um novo ponto de inversão. Com isto quero dizer que só o estudo não basta, é preciso que o estudo se transforme dentro de vocês em princípio de ação, um novo princípio comportamental, um novo critério ou padrão de atuação.

A Novo Iluminação deve estar embasada na prática. A Iluminação embasada na prática é o que precisamos para superar a era atual. É preciso que a Iluminação da Verdade nos capacite a lutar e superar as dificuldades da vida.

Sendo assim, eu questiono a cada um de vocês: A que tipo de Instituição vocês prensam pertencer? Vocês pertencem a uma instituição chamada Ciência da Felicidade. E o que pensam realizar nesta instituição? Creio que estejam estudando a metodologia científica da felicidade.

Se isso é verdade, como pretendem praticar a ciência sem colocá-la em prática? Pesquisem primeiramente a felicidade e não deixem a Iluminação seja algo abstrato ou teórico. Coloquem-na em prática na vida real. Pensem em como viver uma vida de felicidade, como se isto fosse um tema prático de pesquisa. O estudo da Verdade não pode ser interrompido na fase do mero conhecimento abstrato. Tragam-no até o nível da prática. Internalizar os conhecimentos da Verdade é o mais importante.

Internalizem os conhecimentos da Verdade, trazendo-os até o nível da prática e confiram com tais conhecimentos estão sendo aplicados na vida diária. Sem esta confirmação, o estudo não tem o menor valor. É preciso fazer com que o aprendizado seja traduzido no comportamento do dia a dia. Este é o ponto em que gostaria que todos se concentrassem.

4. O Sino da Esperança

A era moderna aproxima-se cada vez mais do inverno. Contudo, por mais que nós, os contemporâneos, tenhamos de enfrentar uma difícil tarefa, não pretendo enfatizar apenas o lado escuro.

Esta é também uma era de esperança, uma era que vale a pena ser vivida.

Eu consigo ouvir o sino da esperança, consigo vê-lo. Descubram vocês também o significado de estarem vivendo uma era de evangelho, uma era em que milagres passaram a ser uma rotina. Revejam se não estão sendo levados pela trivialidade do dia a dia, ou se não estão se acomodando com as facilidades.

No passado, quando Moisés produziu o milagre de transformar o bastão em cobra, o rei que presenciou o episódio já não acreditava em nada no dia seguinte. Vamos rever se não estamos sendo iguais a ele. De fato, o movimento da Ciência da Felicidade visa transformar milagres em coisas rotineiras. Entretanto, isso não quer dizer que devamos nos tornar insensíveis aos milagres.

Uma grandiosa era dos deuses aproxima-se e muitos evangelhos estão sendo transmitidos pelos apóstolos de Deus. Aqueles que os estiverem lendo como meros romances ou críticas literárias devem tirar o chapéu, reverenciá-los e encara-los com um espírito renovado. Repensem no significado do encontro que vocês tiveram com o evangelho.

De que maneira os viventes deste planeta interpretariam a era presente num futuro de um, dois ou mais milênios? Vocês serão vistos como pessoas que viveram a Era dos Milagres. O povo do futuro os invejará por terem vivido a era atual. Não se esqueçam, portanto, que vocês vivem uma era maravilhosa, repleta de esperanças.

Deus está diante da porta de suas casas. O som de sua batida na porta já está soando. Vocês estão ouvindo Ele bater à porta.

Esta é a era em que vocês vivem. Conscientizem-se desta realidade e ouçam com atenção. Ouçam o sino da esperança. Ele está soando. Vocês devem estar ouvindo o som melódico do sino. Se não estiverem, vocês não têm ouvidos. Se não estiverem enxergando, vocês não tem olhos. Conscientizem-se.

5. O Distante Futuro

Nós não visamos viver apenas a era atual. A nossa visão almeja um mundo remoto. A nossa visão almeja um mundo remoto, um futuro distante. Estamos nos esforçando para deixar uma herança para a humanidade.

Sendo assim, não podemos nos acomodar. Não podemos levar uma vida sem emoções. Não podemos nos satisfazer em proporcionar salvação apenas aos contemporâneos,. Não basta felicitar a sociedade atual. Temos de ter a força de vontade de felicitar também os viventes do futuro. Sem este espírito não terá valido a pena terem reencarnado nesta era, terem vivido na era da esperança, terem vivido na era do evangelho.

Sejam vocês os Doze Apóstolos de Jesus. Sejam os novos Dez Discípulos de Shakyamuni Buda. Sejam novos Anjos de Luz. Sejam novos Guerreiros de Luz.

O futuro está distante mas temos de avançar rumo a este remoto futuro.

Esta é uma grande batalha, a Guerra Santa. Esta é uma batalha repleta de Luz. Fujam da trivialidade. Fujam do mundo dos negócios. Destruam as idéias preconcebidas e rígidas como uma pedra.

Desejo sinceramente que o maior número possível de pessoas se levante e dê firmemente o primeiro passo rumo ao distante futuro.

 
(Texto da revista Ciência da Felicidade edição de Março de 1997 - Mais Informações: Clique Aqui)
Índice
Revista 194:
A Verdadeira Causa do Câncer
Revista 193:
Visita do Mestre à Índia e ao Nepal
Revista 192:
O Caminho para a Saúde Perfeita
Revista 191:
Como Cultivar a Prosperidade
Revista 190:
Ciclo de Palestras do Mestre no Brasil
Revista 189:
Os Métodos de Autoreflexão
Revista 188:
Provações e Independência da Criança
Revista 187:
Seja Infinitamente Amável
Revista 186:
A Maturidade Espiritual
Revista 185:
Sinta o Milagre
Revista 184:
O Caminho da Saúde Definitiva
Revista 183:
Enfrentando os Mares Turbulentos do Destino
Revista 182:
Atrair Novas Ideias & Aprender no Trabalho
Revista 181:
Encontrar a Felicidade na sua Família
Revista 180:
Viver Criativamente
Revista 179:
Utopia no Coração
Revista 178:
Adquirindo uma Consciência mais Elevada
Revista 177:
Os Estágios do Desenvolvimento do Amor
Revista 176:
O Caminho do Sucesso
Revista 175:
Enfrentando a Depressão
Revista 174:
Gestão Baseada no Tempo
Revista 173:
Viver para Amar
Parte 2
Revista 172:
Viver para Amar
Parte 1
Revista 163:
Como superar o Perfeccionismo
Revista 162:
Como vencer a doença
Revista - Maio de 1997
Sinalização para a Felicidade - Parte II
Revista - Abril de 1997
As Circunstâncias Espirituais de uma Guerra
Revista - Abril de 1997
Sinalização para a Felicidade - Parte I
Revista - Março de 1997
Como evitar espíritos obsessores
Revista - Março de 1997
O Prelúdio da Nova Era
Revista - Janeiro de 1997
O Correto Conhecimento do Mundo Espiritual
Revista - Janeiro de 1997
Um Dia, Uma Vida
   
Templo Happy Science
Rua Domingos de Morais, 1154 - Vila Mariana - SP
Tel: (11) 5088-3800
© Copyright 2009 ~ 2017
54 usuários online