Tema em Foco - Ensinamentos do Mestre Ryuho Okawa
Trechos do primeiro capítulo: viver com criatividade do livro “The Laws of Creation”
 
Viver Criativamente
 

Revista Happy Science
Ciência da Felicidade - Edição 180

O Papel da Invenção e da
Descoberta nos Relacionamentos

“Poder criativo” refere-se geralmente à capacidade de fazer alguma coisa e tem um significado parecido com “imaginação”. Aliás, o “poder criativo”, ou seja, a capacidade de criar algo a partir do nada é a habilidade mais importante no mundo atual.

As pessoas dotadas de poder criativo prestam, consistentemente, contribuições de valor incalculável para o nosso mundo, seja abrindo uma empresa, escolhendo determinada profissão, decidindo fazer carreira numa empresa ou instituição. É essencial compreender que aqueles que levam uma existência criativa podem decuplicar ou até centuplicar o valor de sua vida. Em termos de dinheiro, por exemplo, é impossível ficar rico sem criatividade, de modo que ser criativo é um meio de enriquecer.

A criatividade tem importância em muito mais do que a mera invenção de máquinas. Afeta todos os aspectos da vida.

Tomemos por exemplo os problemas conjugais. Os conflitos às vezes levam ao divórcio, mas nove em dez desses casamentos poderiam ser salvos se as pessoas empregassem um pouco de criatividade. Às vezes, os casais têm opiniões diferentes sobre questões em que nenhum dos dois se dispõe a ceder.

 
“Poder criativo” refere-se geralmente à capacidade de fazer alguma coisa [...]
Aliás, o “poder criativo”, ou seja, a capacidade de criar algo a partir do nada é a habilidade mais importante no mundo atual.
 

Em tais ocasiões, eles deviam tentar ser criativos e encontrar uma solução criativa ou idéias novas, exatamente como fariam se topassem com um impasse no trabalho. Então conseguiriam evitar que o casamento fosse por água abaixo.

Além disso, cada um deveria pôr a imaginação para trabalhar, pensar mais nos sentimentos do cônjuge e dos demais envolvidos e conceber um plano de ação.

Assim como as pessoas se esforçam para ser criativas no trabalho, ou como Thomas Edison inventaria algo engenhoso, elas deveriam investir em tempo para pensar em como criar uma família mais amorosa. Encontrariam muitas soluções criativas, o que resultaria na redução de noventa por cento dos casos de divórcio.

 
“As pessoas deveriam investir em tempo para pensar em como criar
uma família mais amorosa. Encontrariam muitas soluções criativas, o que
resultaria na redução de noventa por cento dos casos de divórcio.”
 

Mais criatividade em casa e no trabalho
Todas as pessoas têm a responsabilidade de encontrar soluções para os problemas que enfrentam. Entretanto, as pessoas não se esforçam o suficiente para resolverem seus problemas. Nos relacionamentos, por exemplo, a pessoa tenta impor sua opinião e, quando surge o conflito, conclui apressadamente que ela e o outro são incompatíveis.

Entretanto, o problema real não está na outra pessoa, e sim naquela que não se esforça o suficiente. Como quem tem problemas de relacionamento no trabalho, provavelmente tem problemas semelhantes em casa, você deveria começar a usar a criatividade para organizar suas relações.

Há algum tempo, a Universidade de Harvard empreendeu um estudo para investigar os motivos que levavam as pessoas a serem demitidas. O resultado dessa pesquisa mostrou que mais de 30% dos entrevistados foram despedidos devido ao desempenho insatisfatório e mais de 60% foram demitidos em virtude de problemas inter-pessoais. Mesmo os americanos, tal como os japoneses, são obrigados a sair do emprego quando não conseguem se entender com os colegas.

É evidente, pois, que a inventividade e as descobertas são vitais para harmonizar o seu relacionamento com os outros. Pense no que você pode fazer para trabalhar bem com pessoas com as quais tem conflito; pense no que fazer para trabalhar bem na sua empresa, como parte da organização. À medida que insistir em pensar nisso e em encontrar soluções, você superará seus problemas, trabalhará bem no âmbito da empresa e acabará sendo promovido.

Há quem diga que a criatividade não pode ser praticada nos limites de uma instituição ou empresa, mas não é verdade. A criatividade é mais do que simplesmente moldar a argila e transformá-la numa obra de arte. Há inúmeras oportunidades de exercitar a sua criatividade, tanto no local de trabalho quanto em casa.

Dicas para Exercitar a Criatividade
Existem muitas obras já publicadas sobre criatividade. A próxima seção resumirá alguns dos principais pontos desses métodos.

Em primeiro lugar, é preciso descobrir idéias novas. Para fazer uma coisa ou criar algo novo, você deve ter uma idéia nova. Todavia, convém saber que pessoas teimosas, presas a métodos antigos, ou que simplesmente se recusam a mudar tendem a achar que não têm criatividade.

Livre-se dos Preconceitos e Comece com uma Folha em Branco
O primeiro método para produzir idéias consiste em se livrar de todos os preconceitos.

Os preconceitos cegam a criatividade e tolhem a liberdade de conceber idéias novas. Por isso, convém você não se restringir apenas ao que seus pais lhe ensinaram ou simplesmente a conservar o status quo na sua loja ou empresa. Não se deixe limitar pelos costumes da sua cidade, estado ou país. Livre-se dos preconceitos, seja humilde e comece com uma folha em branco.

Pouco importa que se trate de criatividade no trabalho, como para desenvolver novos projetos, ou na família, como para resolver problemas de relacionamento. Seja qual for o assunto, você deve definir o seu problema, livrar-se das idéias preconcebidas e pensar em todas as soluções possíveis.

Primeiro o Brainstorming e Então Deixe As Idéias Amadurecerem
Todos nós temos problemas para produzir idéias. Por exemplo, as donas de casa criam constantemente idéias novas para fazer algo pela família, digamos, o que preparar para o jantar, qual a melhor maneira de limpar a casa, que roupas ou móveis comprar ou em que escola matricular os filhos; de fato, elas planejam e executam muitas idéias.

Não obstante, quem quer ser realmente criativo precisa se animar a conceber o máximo de idéias possível. Escreva-as numa ficha até que se esgotem completamente.

 
“ Livre-se dos preconceitos, seja humilde e comece com
uma folha em branco [...] O segundo método é o brainstorming, i. e., pensar intensamente no máximo de idéias possível e deixá-las amadurecerem.”
 

O segundo método é o brainstorming, i. e., pensar intensamente no máximo de idéias possível e então deixe estas idéias amadurecerem. Com este método, é preciso focalizar a quantidade. Conceber tantas idéias quanto você puder, porque é preciso quantidade para chegar à qualidade. Raramente a primeira idéia que lhe ocorre é a melhor; achar a melhor linha de ação não é tão fácil assim. Uma boa idéia surgirá apenas no processo de pensar intensamente em cinco, dez, vinte, trinta, cinquenta ou até mesmo em cem idéias.

Nesse processo de brainstorming, mesmo que você não consiga tomar a decisão final no mesmo dia, reserve algumas noites para ponderar suas idéias, e elas ficarão cada vez mais refinadas. Continue pensando e deixe as idéias amadurecerem para melhorar ainda mais as realmente boas.

Este método também se aplica aos problemas que você encontra no trabalho. Se um cliente apresentar uma queixa, pegue um maço de fichas e comece a anotar as possíveis soluções. Uma boa idéia certamente surgirá nesse processo. Lembre-se de que, quando se trata de idéias, a qualidade é proporcional à quantidade.

Sempre que tiver um problema na vida, procure produzir o máximo de soluções possível, sejam cinqüenta, cem ou até duzentas. Com toda certeza, isso o levará a conceber uma ótima idéia; por isso, por favor, lembre-se de que a quantidade é uma parte essencial da fórmula. Seus problemas não serão resolvidos com apenas uma ou duas idéias. Crie o máximo de idéias possível para esgotar todas as possibilidades e então escolher as melhores opções. “Pratique uma boa ação por dia” é um excelente conselho a seguir. Outro é “Tenha uma boa idéia por dia”. Quer na vida conjugal, com os filhos, quer no trabalho ou nos negócios, é vital criar idéias e inventar coisas novas todo santo dia.

Se quiser conceber idéias, você precisa conhecer os problemas que está enfrentando e colher informações sobre eles. Em outras palavras, precisa reservar um tempo de preparação a fim de se equipar com as ferramentas necessárias para reconhecer e solucionar os problemas. Portanto, reserve tempo para colher toda a informação de que precisará para resolver um problema. A seguir, deixe as idéias maturarem, como você faria com um queijo fino. Lembre-se de que as idéias demoram a amadurecer.

Assim, é necessário fazer duas coisas: criar o máximo de idéias possível e reservar tempo para incubá-las. Não se imponha prazos apertados, deixe suas idéias se desenvolverem plenamente e amadurecerem.

À medida que continuar pensando na solução do seu problema, você desenvolverá e refinará muitas idéias. Então, a certa altura, terá um lampejo de inspiração e poderá se fixar numa boa idéia.

A Coragem de Viver com Criatividade
Este capítulo tratou das chaves da criatividade, mas há um último tópico que convém discutir.

Eu disse que a atividade criativa gera grande valor e é um trabalho altamente respeitado. Contudo, é preciso saber que, quando se trata de criatividade, existe uma coisa chamada “condição necessária”.

Essa condição é a coragem: é preciso ter muita coragem para viver criativamente. As pessoas criativas são muito peculiares; tendem a ser diferentes das outras. Em conseqüência, muitas vezes são maltratadas e ridicularizadas durante algum tempo. Pessoas criativas quase sempre fazem, dizem e escrevem coisas que as outras são incapazes. Por isso, geralmente são menosprezadas na escola ou no trabalho, e sua criatividade não consegue florescer.

No entanto, quando suas idéias começam a produzir resultados, o escárnio cessa. No caso de um estudante, quando ele prova sua capacidade tirando boas notas constantemente, os colegas param de zombar dele. Quando uma pessoa que era considerada meio “esquisitona” no local de trabalho começa a ter sucesso, a caçoada cessa de imediato.

Mas, antes que ocorra essa mudança, a criatividade é freqüentemente cortada antes de desabrochar. Por isso, a coragem é um pré-requisito da criatividade.

Deixo-lhe os versos abaixo para que você se lembre da importância da coragem.

 


Esta foi a Primeira Parte
dos extratos de "As Leis da Criação".
(Segunda Parte, clique aqui)
Se você quiser obter um exemplar do livro,
favor entrar em contato conosco.
Clique aqui!

 
Índice
Revista 194:
A Verdadeira Causa do Câncer
Revista 193:
Visita do Mestre à Índia e ao Nepal
Revista 192:
O Caminho para a Saúde Perfeita
Revista 191:
Como Cultivar a Prosperidade
Revista 190:
Ciclo de Palestras do Mestre no Brasil
Revista 189:
Os Métodos de Autoreflexão
Revista 188:
Provações e Independência da Criança
Revista 187:
Seja Infinitamente Amável
Revista 186:
A Maturidade Espiritual
Revista 185:
Sinta o Milagre
Revista 184:
O Caminho da Saúde Definitiva
Revista 183:
Enfrentando os Mares Turbulentos do Destino
Revista 182:
Atrair Novas Ideias & Aprender no Trabalho
Revista 181:
Encontrar a Felicidade na sua Família
Revista 180:
Viver Criativamente
Revista 179:
Utopia no Coração
Revista 178:
Adquirindo uma Consciência mais Elevada
Revista 177:
Os Estágios do Desenvolvimento do Amor
Revista 176:
O Caminho do Sucesso
Revista 175:
Enfrentando a Depressão
Revista 174:
Gestão Baseada no Tempo
Revista 173:
Viver para Amar
Parte 2
Revista 172:
Viver para Amar
Parte 1
Revista 163:
Como superar o Perfeccionismo
Revista 162:
Como vencer a doença
Revista - Maio de 1997
Sinalização para a Felicidade - Parte II
Revista - Abril de 1997
As Circunstâncias Espirituais de uma Guerra
Revista - Abril de 1997
Sinalização para a Felicidade - Parte I
Revista - Março de 1997
Como evitar espíritos obsessores
Revista - Março de 1997
O Prelúdio da Nova Era
Revista - Janeiro de 1997
O Correto Conhecimento do Mundo Espiritual
Revista - Janeiro de 1997
Um Dia, Uma Vida
   
Templo Happy Science
Rua Domingos de Morais, 1154 - Vila Mariana - SP
Tel: (11) 5088-3800
© Copyright 2009 ~ 2017
53 usuários online